MARC/AL - 1a Edição 2009

Print
There are no translations available.

Acesso à Sala de Aulas

I Curso Latino Americano sobre a Conservação da Arquitetura Moderna

MARC/AL - 2009/2010

O I Curso Latino Americano sobre a Conservação da Arquitetura Moderna (MARC-AL) é a primeira iniciativa de treinamento no campo da conservação da arquitetura moderna na América Latina.

A idéia de que essa arquitetura é um patrimônio cultural e, como tal, merece ser conservada para as futuras gerações, ainda não está consolidada na sociedade. O envelhecimento precoce das edificações, o fato de muito dos edifícios terem sido projetados para usos bem específicos, o uso de novos materiais sem tradição construtiva e durabilidade comprovada são alguns dos desafios na conservação da arquitetura moderna. Além disso, a arquitetura moderna possui elementos espaciais específicos e uma série de valores que devem ser levados em conta em qualquer operação de conservação. Visto que grande parte das cidades brasileiras e latino-americanas é constituída por edifícios do século XX, faz-se necessário capacitar arquitetos, engenheiros e construtores para lidar com a conservação deste patrimônio construído.

O I MARC-AL será realizado como uma iniciativa conjunta entre Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI) e o International Centre for the Study of the Preservation and Restoration of the Cultural Property (ICCROM). O MARC/AL é, também, apoiado pelo Docomomo-Brasil e pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Período
30 de março de 2009 a 30 de outubro de 2009 (online)
02 a 27 de novembro de 2009 (presencial)

Carga Horária
360 horas (240 on line  e 120 presenciais)

Prazo para Inscrições
03 de março de 2009

Realização

CECI e ICCROM

Promotores associados

Docomomo-Brasil e UFPE

Objetivo Geral

Formar uma nova geração de profissionais capazes de entender os valores da arquitetura moderna, de identificar os problemas relativos à sua conservação e, consciente das teorias da conservação, sejam capazes de intervir nesses edifícios, traçando planos de conservação e encaminhando soluções.

Estrutura do curso

O curso está estruturado em cinco módulos. Os módulos de 1 a 4 serão ministrados a distância. O módulo 5,  presencial, é um exercício prático, que exigirá a presença dos participantes no período compreendido entre 19 de outubro a 06 de novembro de 2009, em Recife, com viagem de estudo a Belo Horizonte e Brasília.

Os módulos 1 a 4 terão no total 24 aulas com uma semana cada uma, sendo a última aula uma conclusão que ocorrerá revista após o retorno do módulo presencial. Cada aula consistirá em um texto escrito pelo(s) professor(es) da disciplina com leituras adicionais. O(s) professor(es) coordenarão um fórum de discussão sobre o conteúdo da aula. A cada lição, os participantes serão avaliados pela suas respostas a três questões fornecidas pelos professores. Além dessas respostas, os participantes deverão apresentar, em cada módulo, um trabalho no qual o conteúdo teórico do módulo será aplicado no edifício que cada participante elegeu como objeto de estudo em sua cidade (ver detalhes no item Seleção dos candidatos abaixo) Dessa forma, ao longo do curso, o participante irá construir uma abordagem para a conservação do seu edifício.

O módulo 1 é uma introdução à problemática da conservação da arquitetura moderna. Busca-se identificar suas especificidades, particularmente aquelas da arquitetura latino-americana, apresentar formas de levantamentos e de inventário e formas de construir a declaração de significância. Os participantes deverão identificar os principais valores de seus edifícios, terminar seus levantamentos e criar a declaração de significância.

O modulo 2 aborda as teorias do restauro e da conservação e suas implicações para a conservação da arquitetura moderna. Serão discutidos os principais conceitos do campo da restauração e conservação desde o século XIX até hoje, as recomendações internacionais e as estruturas de preservação e conservação atuais.

O módulo 3 aborda o aspecto material e técnico da arquitetura moderna. Serão estudados o comportamento dos materiais e sistemas construtivos (concreto armado, metais, revestimentos, cerâmicas e azulejos, pedra, tijolo e madeira) na arquitetura moderna. Além disso, busca-se o entendimento dos seus processos de deterioração e procedimentos de intervenções de restauro e conservação de cada material. O aluno irá construir um mapa de danos resumido de seu edifício.

O módulo 4 é dedicado ao projeto de intervenção de conservação em uma edificação moderna, seus procedimentos, suas diferentes escalas, e as formas de monitoramento e controle após a intervenção. Os participantes deverão elaborar estratégias para conservação e analisar a capacidade destes edifícios de suportarem transformações futuras.

O módulo 5 consiste na elaboração de um projeto de conservação de um edifício moderno na cidade do Recife. O trabalho será desenvolvido em grupos com assistência dos professores. O módulo também terá palestras e visitas orientadas e viagens de estudo a Belo Horizonte e Brasília.

Público alvo

O curso está voltado prioritariamente para arquitetos e engenheiros, mas outros profissionais envolvidos com a conservação ( restauradores, historiadores da arte, arqueólogos e policy-makers) poderão também ser aceitos.

Investimento

Matrícula:        R$ 500,00 
Mensalidades: R$ 500,00 (10 parcelas)
Total:              R$ 5.500,00

Os participantes serão responsáveis por suas despesas durante o módulo presencial. A coordenação do curso encoraja os participantes a procurarem apoio de suas instituições, empregadores ou de órgãos de fomento. A coordenação irá assistir os participantes negociando melhores condições em relação aos hotéis, traslado e passagens aéreas.
Inscrição e seleção dos candidatos.

Inscrições

As inscrições serão feitas por meio do site do CECI (www.ceci.educacao.biz) que contém as instruções para a inscrição. O prazo de inscrições encerra-se no dia 3 de março de 2009 . No ato de inscrição, o aluno deverá enviar para o email: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it , em formato pdf ou winword a seguinte documentação:

• Um curriculum vitae (máximo de 2 páginas) com cópias de diplomas profissionais e do histórico escolar.
• Um breve relatório (máximo de 2 páginas) sobre os projetos na área de conservação nos quais o candidato está ou esteve envolvido, identificando objetivos, parceiros, apoio e resultados. Este relatório deve ser concluído com observações sobre como este treinamento poderá contribuir para a formação profissional do arquiteto.
• Um breve dossiê (máximo de 5 páginas) sobre um edifício sobre o qual irá desenvolver seu trabalho. Esse dossiê deve apresentar plantas e cortes esquemáticos, ilustrações, descrições do edifício, autor e data provável de construção e uma breve descrição de seus principais problemas de conservação. Lembra-se que o aluno deverá ter fácil acesso ao edifício ao longo do curso.

Seleção

A seleção para o curso será feita mediante a análise do curriculum vitae e do histórico escolar do candidato, assim como da relevância do caso (edifício) a ser desenvolvido.

Vagas:

Serão disponibilizadas 30 vagas para os candidatos com perfil mais adequado ao curso. Os candidatos selecionados serão instruídos por e-mail sobre a forma de pagamento do curso e sobre como enviar outros documentos necessários.

Avaliação

A avaliação do curso será realizada do seguinte modo:

• Para cada aula, será realizado um teste (on-line) de compreensão do tema tratado.

• Para cada módulo de aulas, será solicitada a elaboração de um trabalho abordando os diversos passos do processo de conservação, tendo como objeto o edifício adotado como estudo de caso pelo aluno.

• Trabalho prático do grupo durante o módulo presencial.

• O trabalho final individual de conclusão do curso será um artigo versando sobre o projeto de conservação da edificação estudada ao longo do curso, contendo também uma argumentação crítica. Esse trabalho contará com a orientação de um dos professores do programa e deve ser entregue três meses após o término do módulo presencial.

Aos alunos que cumprirem todos os requisitos do curso será concedido um certificado de capacitação do ICCROM e do CECI, acompanhado de um certificado de extensão pela UFPE. Aos alunos que apenas cumprirem a carga horária será concedido o certificado de extensão da UFPE.

Metodologia do curso

O Programa será realizado por meio da tecnologia de educação a distância, com exceção de um mês de trabalho prático na cidade do Recife com viagens de estudos a Belo Horizonte e Brasília. Durante o período on line, o aluno poderá acessar o curso na hora e local que lhe seja mais conveniente.

Estão previstas as seguintes mídias:

• Site na Internet com a "Secretaria", que contém as informações básicas sobre o curso, "Sala de Aula", que contém a apostila hipertextual com as aulas e exercícios, o “Fórum”, que contém espaço para discussões entre professores e participantes ;

• CD-ROM contendo o back-up da apostila hipertextual com as aulas e exercícios;

A tecnologia de ensino a distância desenvolvida pelo Ensinar da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) já foi testada e utilizada com sucesso em todo o Brasil em cursos de graduação, pós-graduação e extensão. As ferramentas simples e eficazes do sistema possibilitam a oferta de uma seqüência didática a ser cumprida pelos alunos em cada aula, leituras de textos e a resolução dos exercícios propostos. O sistema possibilita ainda uma interação com o professor e os demais alunos por meio de uma lista de discussão e um fórum. Os alunos serão avisados com antecedência sobre as maneiras de utilização das ferramentas. O tempo requerido do aluno para a dedicação ao curso está entre 12 e 15 horas semanais.

Equipe docente

Carlos Eduardo Comas (UFRGS)
Claudia Loureiro (UFPE)
Danilo Matoso Macedo (Câmara dos Deputados, Brasília)
Fernando Diniz Moreira, coordenador (UFPE e CECI)
Fernando Serpa (ECIMA)
Flaviana Lira (CECI)
Flavio Carsalade (UFMG)
Franciza Toledo (Conservare)
Luiz Amorim (UFPE)
Gamini Wijesurya (ICCROM, Itália)
Guilah Naslavsky (UFPB)
Jorge Eduardo Lucena Tinoco (CECI)
Joseph King (ICCROM, Itália)
Marina Cabral (CECI )
Mônica Harchambois (CECI)
Natália Vieira (Faculdade Damas)
Renata Cabral (CECI)
Roberto Danta de Araújo (CECI)
Silvio Mendes Zancheti (CECI e UFPE)
Tommi Lindh (National Boards of Antiquities, Finlândia)

Inscrições - clique aqui

Parceiros