Texto para Discussão - Volume 66

E-mail Print
There are no translations available.

TxT_66_capa_minusLançado mais um número de Textos para Discução que trata do uso de maquetes e modelos reduzidos na formação de especialistas em conservação. O Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada - CECI, desde 2003, tem utilizado maquetes na formação especializada para a gestão de obras e serviços de manutenção, conservação e restauro de edificações de valor cultural.

A prática de fazer componentes construtivos em modelos reduzidos é tão antiga quanto a história da construção de edificações. Os modelos reduzidos tinham a capacidade de demonstrar aos profissionais as possibilidades funcionais que se desejava obter. Essa conduta sempre foi considerada como uma boa prática da construção, pois, em princípio, se garantia o êxito da mobilização dos recursos materiais, humanos e financeiros num empreendimento. Inclusive, a prática de Gaudí na construção da Catedral Sagrada Família (Barcelona), de fazer de modelos reduzidos dos componentes e ambientes, continua sendo utilizada pelos atuais responsáveis das obras. Na França, museus como Hôtel des Invalides, Orsay guardam preciosidades de maquetes de edificações históricas. Evidentemente que o avanço das matemáticas no âmbito do cálculo estrutural e o surgimento das modelagens digitais acarretou uma redução dessa prática nos centros de ensino. O Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada - CECI, desde 2003, tem utilizado maquetes na formação especializada para a gestão de obras e serviços de manutenção, conservação e restauro de edificações de valor cultural. No âmbito da conservação do patrimônio em Pernambuco, essa prática é uma herança do mestre José Ferrão Castelo Branco (IPHAN-PE) que se valia de pequenos modelos desmontáveis de tesouras de telhados do período colonial para poder orientar o pessoal da carpintaria que iria trabalhar no desmonte do telhado. O acervo desse mestre foi ampliado, abrangendo na atualidade os principais ofícios tradicionais da construção – cantaria, ferraria, fundição, marcenaria, carpintaria, alvenaria, estuque, pintura. É utilizado durante as aulas presenciais do curso Gestão de Restauro quando, em canteiro didático, as peças podem ser vistas, desenhadas, desmontadas, examinadas em detalhes. Essa estratégia didática, associada à leitura de antigos manuais práticos da construção, vem obtendo resultados satisfatórios na capacitação de profissionais para intervenções em edificações de valor cultural.

Leia outros Textos para Discussão

 

Projetos

Baltar Biblioteca

conservar_2

Pátio de São Pedro

plano-diretor

istmo

Leia a revista internacional

CT

Parceria voluntária

Lima_e_Silva_Advogado_e_Consultoria

 

 

 

Elaboração e acompanhamento de projetos de incentivos fiscais oferecidos em âmbito federal, estadual e municipal.

You are here: Home Publicações Textos para Discussão Texto para Discussão - Volume 66