A Future for our Past

Imprimir

livro_A_future_for_our_past1Os diretores do CECI (Gestão 2013-2015), Prof. Dr. Tomás de Albuquerque Lapa e Prof. Jorge Eduardo Lucena Tinoco, participam do livro A Future for our Past, recém-lançadopelo International Council of Monuments and Sites - ICOMOS da Áustria.

O lançamento do livro ocorrreu no final de outubro passado (2015), e só agora em dezembro chega ao Brasil, nas comemorações dos 40 anos da edição da Declaração de Amsterdã que corou o Ano Europeu do Patrimônio de 1975.

O texto dos dos autores do CECI versa sobre as contribuições da declaração no Brasil: The Brazilian Responses to the 1975 Amsterdam Declaration. Foi um grande desafio fazer um resumo da história na conservação integrada desde a Declaração de Amesterdã. O texto visou proporcionar um panorama nacional sobre as questões do patrimônio, ilustradas com estudos de casos locais, para discutir os obstáculos à implementação e ao acompanhamento das políticas de patrimônio cultural no Brasil. Para entender esses obstáculos, primeiro foi necessário mencionar as origens das políticas de patrimônio cultural no Brasil que antecederam a Declaração de Amesterdã. Em seguida, enumerou-se as primeiras posições brasileiras relacionadas com as orientações da Declaração, e analisou-se os seus efeitos no contexto do Brasil.

O documento aborda ainda o papel das instituições brasileiras. Seguiu-se com uma avaliação do desempenho das instituições não-governamentais que procuram capacitar gestores públicos mais conscientes da sua responsabilidade de proteger o ambiente construído e a paisagem urbana. O testo dos autores enfatiza o papel de um determinado tipo de organização não-governamental, cuja base repousa em primeiro lugar, sobre a eficiência dos networks sociais, e em particular, utiliza estudos de casos decorrentes de algumas situações recentes no Recife, no Nordeste do Brasil - o Cais do Estelita.

A Future for our Past

livro_A_future_for_our_past2a