Diário de Obras do Carmo

E-mail Imprimir

carmo_recife_1O CECI divulga o Diário do Carmo, o Livro de Ocorrências dos serviços de restauração dos telhados, forros e assoalhos Basílica, do Convento Carmelita e da Igreja de Santa Tereza D’Ávila do Recife, datado de julho de 1989, quando a empresa do arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco realizou os trabalhos numa demanda da Província Carmelitana Pernambucana.

Trata-se de um manuscrito com os registros do dia a dia dos serviços, com tomadas fotográficas e alguns desenhos, esboçados para explicar os detalhes e as sugestões técnicas do responsável e da fiscalização.

Sobre o Diário de Obras ou Livro de Ocorrências, o CECI lançou em 2014 um Boletim Técnico de Boas Práticas em Gestão de Restauro que dá uma noção sobre os procedimentos de documentação das obras de restauração. Veja em Boas Práticas.

No Diário de Obras ora divulgado é possível extrair informações sobre as condutas e os procedimentos de intervenções em componentes construtivos de coberturas das edificações de valor cultural vigentes desde a década de 1970 no âmbito do IPHAN. Também, pode-se verificar a assistência que a Fiscalização do IPHAN prestava aos serviços com uma assiduidade que garantia a qualidade de exigência da Entidade, mesmo constatando que no arco de 1989 a 1991 essa Entidade passou por profundas transformações. Outra constatação interessante pode ser obtida nas imagens onde aparecem trabalhadores sem portar o mínimo de equipamentos de proteção individual ao trabalho. Embora naquela época já existisse uma legislação de segurança no trabalho (1960 –Portaria no 319, de 30/12/60, regulamentou a uso dos EPI´s), o atendimento pelas empresas e o controle às normas no âmbito do restauro do patrimônio só ocorreu a partir de 1991 com a Lei 8.213/91, que estabeleceu o conceito legal de Acidente de Trabalho e de Trajeto, obrigando a empresa comunicar os acidentes do trabalho ao MT. Isso era comum inclusive nas obras do então SPHAN quando se vê as imagens das obras e dos serviços dessa mesma época.

O CECI espera que este e os outros diários – Acompanhamento de Obras que foram e serão disponibilizados na sequência, sirvam como documentos primários para a história das técnicas e dos materiais construtivos, assim como de informações quanto as condutas de intervenções aplicada. Na verdade, esse Diário do Carmo já está sendo de muita utilidade para a equipe responsável pela elaboração de projeto executivo de conservação e restauração da Basílica e Convento Carmelita e da Igreja de Santa Tereza D’Ávila da Ordem Terceira do Carmo, no bairro de Santo Antônio, no Recife. Trata-se de mais uma ação do MinC/IPHAN, através do PAC – Cidades Históricas no Recife, cuja licitação promovida pela URB-Recife/PCR foi vencida pela empresa Premier Consultoria, Planejamento e Gerenciamento em Engenharia Ltda.

Baixe aqui:

equipe_Carmo_1a

Equipe de trabalho do atual (2017) projeto executivo de conservação e restauração do Conjunto Carmelita do Recife, sob a supervição geral e responsabilidade técnica do arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco, coordenação técnica da arquiteta Cíntia Guedes, e estagiários de arquitetura: Cinthya de Araújo Alves; Inês Domingues Maia e Silva; Júlia Barbosa Domingos; Marcela Ribeiro Coêlho; Marcio Luis Rodrigues do Nascimento; Marília Cavalcanti de Morais Coutinho; Maria Carolina dos Santos Souza; Raquel Nadine Cavalcante Ferreira; Tony Leonardo Carvalho de Barros e Wallace Rodrigues dos Santos Silva.

equipe_Carmo_2a

Instrução de Cíntia Guedes quanto à revisão e atualização levantamento arquitetônico da Basílica e Convento do Carmo

 

Projetos

Baltar Biblioteca

conservar_2

Pátio de São Pedro

plano-diretor

istmo

Leia a revista internacional

CT

Parceria voluntária

Lima_e_Silva_Advogado_e_Consultoria

 

 

 

Elaboração e acompanhamento de projetos de incentivos fiscais oferecidos em âmbito federal, estadual e municipal.

Você está aqui: Home Notícias Diário de Obras do Carmo