Trabalhos realizados e em andamento

Trabalhos

E-mail Imprimir

Plano de Gestão da Conservação da Igreja de São José do Ribamar. (2014-2015)

Pesquisa aplicada, realizada através do convênio celebrado com a Empresa de Urbanização do Recife – URB, órgão da Prefeitura da Cidade do Recife. A pesquisa tem como finalidade estudar os instrumentos e procedimentos administrativos, técnicos e legais que a Iniciativa Privada dispõe para a realização de atividades de inspeções periódicas e manutenções preventivas de edificações de valor cultural que estejam sob sua responsabilidade.

Tem como metas a elaboração do Plano de Gestão da Conservação da Igreja de São José do Ribamar, com os projetos de conservação dos componentes construtivos e equipamentos funcionais da edificação; a confecção de Manuais de Inspeções Periódicas e de Manutenções Preventivas do Teatro e a complementação do livro e-book sobre “Plano de Gestão da Conservação – Boas Práticas de Administração Pública”.

A coordenação e responsabilidade técnica é do arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco e de Adriano José Pereira. A coordenação administrativa-financeira é de Giselda Bastos.

Antônio Bezerra Baltar – O acervo de um urbanista de vanguarda em Pernambuco (1930-1990). (2013-2014)

A pesquisa aplicada teve como objeto o acervo reunido pelo engenheiro pernambucano Antônio Bezerra Baltar ao longo de sua trajetória profissional e doado à Biblioteca Joaquim Cardozo, do Centro de Artes e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, o qual se pretende catalogar, classificar e disponibilizar ao público em geral para consulta.

A pesquisa foi desenvolvida com recursos do Edital Funcultura 2012.

A equipe ficou assim formada: Renata Cabral - Coordenação, Juliana Melo - Coordenação e pesquisa, Isabella Trindade - Consultoria, Laura Alecrim - Consultoria, Virgínia Pontual - Consultoria, Sally Barbosa - Catalogação, Caio Neves - Desenvolvimento de Sistema, Bruno Fernandes, Jonh Sandoval e Pedro Lima - Estagiários.

Plano de Gestão da Conservação do Teatro do Parque. (2013)

Pesquisa aplicada, realizada através do convênio celebrado com a Fundação de Cultura da Cidade do Recife – FCCR, órgão da Secretária de Cultura da Prefeitura da Cidade do Recife. A pesquisa teve como finalidade estudar os instrumentos e procedimentos administrativos, técnicos e legais que o Poder Público dispõe para a realização de atividades de inspeções periódicas e manutenções preventivas de edificações de valor cultural que estejam sob sua responsabilidade.

Como metas obteve-se a elaboração do Plano de Gestão da Conservação do Teatro do Parque, com os projetos de conservação dos componentes construtivos e equipamentos funcionais da edificação; a confecção de Manuais de Inspeções Periódicas e de Manutenções Preventivas do Teatro e a produção de um Livro (e-book) sobre “Plano de Gestão da Conservação – Boas Práticas de Administração Pública”.

Plano teve a coordenação e responsabilidade técnica dos arquitetos Jorge Eduardo Lucena Tinoco e Adriano José Pereira. A coordenação administrativa-financeira ficou com Raquel Bertuzi.

I Oficina para Qualificação de Mestres de Obras em Conservação e Restauro do Patrimônio Construído. (2011)

O curso teve o objetivo de qualificar mestres de obras da construção civil em Pernambuco para atuarem em serviços de conservação e restauro do patrimônio histórico e artístico. O curso ofereceu instruções e orientações aos mestres de obra as habilidades teóricas e práticas de conservação e restauro para se garantir a qualidade necessária às intervenções e a autenticidade e integridade do patrimônio cultural construído.

Foi patrocinado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - FUNDARPE, do Governo do Estado de Pernambuco, através do FUNCULTURA. Os arquitetos responsáveis foram Jorge Eduardo Lucena Tinoco e Vânia Maria Cavalcanti.

Projeto de Conservação e Restauro do Forro em Caixotão da Capela de São Roque (Ordem Terceira – São Francisco, Olinda). (2010)

O projeto contou de documentação gráfico-fotográfica, mapeamento de danos, definição de diretrizes de intervenção e orçamento.

A equipe de trabalho é composta pelos arquitetos Jorge Eduardo Lucena Tinoco e Sílvio Mendes Zancheti (coordenadores), tendo como arquitetas Laura Nobre Alecrim e Luciana Nepomuceno.

Restauração dos forros da FACEPE. (2010-2011)

Trabalho realizado mediante contratação com a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE para os serviços de escoramento e restauro dos forros do Salão Nobre e da Sala Anexa do 1o andar, do casarão da Rua Benfica, 150, bairro da Madalena, Recife, sede da Entidade. Os trabalhos constaram de escoramentos metálicos emergenciais; mapeamento (documentação gráfico-fotográfica) das estruturas e tramas dos forros; consolidação das estruturas de madeira do telhado e dos forros; restauro dos estuques; restauro da pintura decorativa do forro do salão nobre; recuperação dos revestimentos externos dos intradorsos das platibandas e frontispícios das fachadas.

A equipe do projeto foi composta pelo arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco (responsável técnico), pelas arquitetas Luciana Nepomuceno e Karla Grimaldi e Raquel Bertuzi, como coordenadora financeira do projeto.

Projeto paisagístico dos Jardins de Burle Marx. (2010-2011)

O objetivo do projeto foi o de caracterizar os jardins históricos concebidos pelo paisagista Roberto Burle Marx nas capitais do Nordeste visando sua conservação como patrimônio cultural nacional a ser protegido, juntamente com o entorno com o qual se relacionam, formal e funcionalmente.

Foram selecionados seis jardins para a elaboração do inventário: Praça de Casa Forte, Praça Euclides da Cunha, Praça do Derby, Praça da República e o jardim do Campo das Princesas, Praça Faria Neves (Praça de Dois Irmãos) e Praça Salgado Filho (Praça do Aeroporto).

A pesquisa é coordenada pela Prof. Dra. Ana Rita Sá Carneiro e conta com dois alunos de PIBIC da UFPE.

Também, foi desenvolvido o projeto paisagístico de Restauração do Jardim do Campo das Princesas. A contratação foi realizada pela GRIFO - Diagnóstico e Preservação de Bens Culturais e o projeto foi desenvolvido pela arquiteta, Prof. Dra. Ana Rita Sá Carneiro.

Curso Obra-Escola de Restauração na Igreja de São João Batista dos Militares, em Olinda/PE. (2010-11)

O Curso foi realizado sob contratação pela Superintendência do IPHAN em Pernambuco. A iniciativa, além do objetivo principal de restaurar o templo religioso do século XVI, capacitará, em nível básico, moradores do entorno da Igreja de São João para os ofícios tradicionais de construção civil: pintor, pedreiro, carpinteiro, ferreiro, estucador e canteiro. As aulas tiveram início em 18 de janeiro de 2011. O curso foi organizado em dois módulos, sendo o primeiro acerca de conceitos básicos de bem cultural e de restauração; conceitos éticos da restauração; noções de artes e arquitetura, em especial a de Olinda; desenho técnico e à mão livre; história dos ofícios e questões do cotidiano em canteiro de obra, além de revisões de matemática e português. No segundo módulo serão desenvolvidas competências específicas de cada ofício.

O projeto previu ainda a capacitação técnica de servidores do Iphan/PE e de outras instituições públicas de preservação cultural da Região Metropolitana do Recife (RMR) em gestão de obras de restauro, curso desenvolvido em plataforma virtual seguindo os moldes dos demais cursos promovidos pelo CECI.

A equipe do projeto teve a responsabilidade técnica de Jorge Eduardo Luena Tinoco, contando com a participação das arquitetas Laura Alecrim e Juliana Barreto, responsáveis pela coordenação dos cursos; Karla Grimaldi, como arquiteta residente no canteiro de obras e Sílvio Zanchetti, como coordenador financeiro do projeto.

Plano de Conservação e Restauro da Igreja de Nossa Senhora do Terço. (2010)

O Plano apresentou um conjunto de orientações técnicas para intervenções físicas em nível de manutenção, conservação e restauro da Igreja de Nossa Senhora do Terço, localizada no Bairro de São José, Centro Histórico do Recife.

O documento lançou as bases para fundamentar as diretrizes de intervenção de conservação e restauro, de forma a minimizar possíveis perdas de valor. O produto apresentado propôs um guia básico e técnico para respaldar as futuras intervenções físicas na edificação.

A equipe do projeto foi composta por Jorge Eduardo Lucena Tinoco (coordenador e responsável técnico), tendo como arquitetas Rosane Piccolo Loretto, Laura Nobre Alecrim, Barbara Cortizo de Aguiar e Luciana Nepomuceno.

Oficina de Mosaico e Ladrilhos hidráulicos. (2009-2010)

Pesquisa aplicada desenvolvida no âmbito do curso Gestão e Prática de Obras de Conservação e Restauro do Patrimônio Cultural – Gestão de Restauro, para resgatar as técnicas de produção de mosaicos e ladrilhos hidráulicos artesanais, através de equipamentos, materiais e técnicas tradicionais.Foi montada uma oficina completas para oferecer aos arquitetos e interessados em geral curso sobre o desenho, a produção, conservação e o restauro de peças modernas e históricas.

Durante a pesquisa foram produzidas entre novas peças, reconstituições e restauro mais de quinze mil peças.

A coordenação foi do arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco, com a participação do Prof. Dr. Roberto Dantas de Araújo, das arquitetas Vânia Cristina Cavalcanti, Lia Raphael, Karla Grimaldi e Luciana Nepomuceno, com os mestres artesãos Cícero Benício da Silva (ladrilheiro) e Francisco Moreira de Azevedo (funileiro).

Projeto arquitetônico de reforma da Casa dos Romeiros do Convento de Santo Antônio de Ipojuca, em Pernambuco. (2009)

Consultoria prestada pelo CECI em cumprimento às exigências colocadas pelo IPHAN, junto à Província Franciscana do Nordeste.

A consultoria foi feita por Silvio Zancheti, Rosane Piccolo e Laura Karine.

Projeto Preservando Culturas: "Qualificação de Mão-de-Obra para Preservação do Patrimônio Cultural”. (2009)

Ação de Educação Patrimonial financiada pela Petrobrás, tendo como objetivo de capacitar mão-de-obra em conservação e restauro do patrimônio cultural construído, através de um curso teórico/prático de qualificação profissional em restauração de pintura artística.

O curso de capacitação de 420 horas para 30 alunos de escolas públicas de Pernambuco, com idades entre 16 e 24 anos. Além de aulas de português, história da arte e cultura pernambucana, os adolescentes tiveram noções práticas da profissão de restaurar, incluindo o ensino de técnicas como aplicação de folhas de ouro, pintura, restauro de marmorino, entre outras.

Os recursos foram provenientes do Ministério da Cultura, em parceria com as prefeituras de Olinda, Jaboatão, Recife e Paulista e a Associação Nacional de Desenvolvimento Humano e Social (Andhus).

A equipe do projeto contou com a coordenação técnica do arquiteto Jorge Eduardo Lucena Tinoco e André Renato Pina, a coordenação pedagógica de Fenelon Pinheiro. A arquiteta Karla Grimaldi foi a responsável pela aplicação do treinamento prático do curso.

O projeto teve como parceiro o IEDES -  Instituto Ensinar de Desenvolvimento Social.

Projeto de Pesquisa É Feito de Taipa – Uma viagem de Prospecção e Sensibilização Cultural. (2009)

Elaborado através de um contrato firmado entre o CECI e o Banco do Nordeste de Brasil.

O projeto “É Feito de Taipa”, consistiu na elaboração de um documentário que visou uma prospecção e sensibilização da arte e dos saberes tradicionais ligados à cultura da Taipa, no Sertão Nordestino. A pesquisa foi aplicada no município de Santa Maria da Boa Vista, Sertão do São Francisco, à 750 km do Recife. A escolha do município se deu em virtude de informações de pesquisas anteriores, que apontaram uma forte presença da técnica de construção em taipa nos arredores da cidade.

O documentário encontra-se à disposição de pesquisadores e associados do CECI.

A coordenação da pesquisa foi do Prof. Dr. Ney Dantas.

Projeto Manual de Boas Práticas de Projetos Arquitetônicos de Intervenção no Casario do Sítio Histórico de Olinda. (2009)

Resultado de um convênio entre o CECI e Fundo de Direitos Difusos do Ministério da Justiça.

O projeto visou a elaboração de um manual prático de restauro para orientar os proprietários, locatários, arquitetos e público em geral sobre as boas práticas de intervenções nos imóveis do Sítio Histórico de Olinda, a fim de minimizar possíveis perdas de integridade e autenticidade decorrentes, em grande medida, do desconhecimento dos valores patrimoniais a serem salvaguardados.

A coordenação foi de Vera Milet Pinheiro e de Juliana Barreto.

Projeto de Restauração do Acervo Saturnino de Brito - Memória da Arquitetura Pré-Moderna no Brasil". (2009)

Realizado através da captação de recursos do Edital Petrobrás Cultural, em parceria com a Compesa e Universidade Federal de Pernambuco.

O projeto consistiu na digitalização de todo acervo Saturnino de Brito, da COMPESA, no que se refere às plantas, cortes, fachadas e documentos importantes para o estudo da arquitetura pré-moderna no Brasil, criando um banco de dados para o estudo da história da Arquitetura e da formação urbana das cidades brasileiras na primeira metade do século XX, promovendo a conservação e favorecendo o acesso do público ao acervo.

O projeto esteve sob a coordenação, geral e técnica, do professor Maurício Carvalho e coordenação administrativa de Raquel Bertuzzi, numa parceria entre o CECI e o Laboratório LIAU/UFPE, Petrobrás e MINc. Ao final do projeto, o produto final, acervo digitalizado ficou disponibilizado no CECI, na COMPESA e no LIAU.

Projeto de Restauro dos Bens Integrados da Ordem Terceira de São Francisco de Olinda. (2008-2009)

Trabalho desenvolvido pela parceria do CECI com The Robert W Wilson Challenge for Conserving Our Heritage, através do World Monuments Fund (WMF), American Express,  Sistema de Incentivo à Cultura SIC/FUNDARPE e Prefeitura Municipal de Olinda.

A primeira etapa do projeto consistiu na substituição da rede de distribuição elétrica da Ordem Terceira. A segunda parte, objetivou a recuperação dos forros da Sacristia e da Capela dos Noviços e do retábulo da capela-mor da Capela de São Roque, ambos pertencentes à Ordem Terceira. Parte desses bens culturais encontravam-se deteriorados pela ação do tempo, por intervenções inadequadas, ataques de insetos xilófagos e pela umidade.

A coordenação geral foi de Silvio Zancheti, responsabilidade técnica de Jorge Eduardo Tinoco, coordenação adjunta de Rosane Piccolo e coordenação administrativa de Raquel Bertuzzi.

Projeto de Capacitação e Qualificação de Taxistas e Condutores de Turismo Recife – Olinda. (2008)

O projeto foi captado por meio de uma licitação lançada em dezembro de 2007, na qual o contratante é o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

O projeto teve como objetivo produzir material de promoção e divulgação de bens patrimoniais de Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Igarassu e Itamaracá. As atividades desenvolvidas envolveram a elaboração, montagem e impressão de todo o material, em que parte desse foi distribuído entre os taxistas e condutores de turismo devidamente treinados, e outra parte ficou sob responsabilidade dos guardiões dos monumentos, para venda aos turistas. O interesse do IPHAN na produção desse tipo de material surgiu da constatação de que, muitas vezes, as informações oferecidas aos turistas não correspondem ao que a historiografia revela, tornando-se latente a necessidade de apoio e melhoria dos serviços de guias e monitores de turismo que atuam diariamente na divulgação desses dados junto aos monumentos e sítios históricos.

As coordenadoras deste projeto são Juliana Barreto e Flaviana Lira.

Plano estratégico para Uso e Ocupação do Convento Franciscano de Sirinhaém (2007-2008)

O plano foi desenvolvido através de um contrato com o Departamento de Patrimônio Histórico da Província Franciscana do Nordeste do Brasil.

Em Serinhaém, município da Zona da Mata Pernambucana, dentre vários edifícios de valor cultural, está o Convento de Santo Antônio, legítimo exemplar da arquitetura franciscana, datado de 1630. Diante da necessidade de conservação e manutenção do convento, o Departamento de Patrimônio Histórico da Província Franciscana do Brasil tomou a iniciativa de contratar o Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI) para desenvolver um plano estratégico capaz de favorecer a conservação do patrimônio, com a introdução de novas atividades em seus espaços físicos. O produto final dos trabalhos consistiu no “Plano Estratégico para Uso e Ocupação do Convento Franciscano de Serinhaém”, no qual são apontadas atividades que podem ser abrigadas nos espaços conventuais, de modo a promover uma maior integração do convento à comunidade local, para garantir a sustentabilidade econômica voltada para a conservação do patrimônio, favorecendo, ao mesmo tempo, a realização da missão evangelizadora da ordem franciscana.

Participaram do projeto: Silvio Zancheti (coordenador do projeto); Fernando Diniz; Mônica Harchambois; Larissa Menezes e Luciana Nepomuceno.

o Plano estratégico para uso e ocupação do Convento Franciscano de Sirinhaém à Província Franciscana do Nordeste Do Brasil. O projeto foi desenvolvido através de um contrato com o Departamento de Patrimônio Histórico da Província Franciscana do Brasil.
Em Serinhaém, município da Zona da Mata Pernambucana, dentre vários edifícios de valor cultural, está o Convento de Santo Antônio, legítimo exemplar da arquitetura franciscana, datado de 1630. Diante da necessidade de conservação e manutenção do convento, o Departamento de Patrimônio Histórico da Província Franciscana do Brasil tomou a iniciativa de contratar o Centro de Estudos Avançados da Conservação Integrada (CECI) para desenvolver um plano estratégico capaz de favorecer a conservação do patrimônio, com a introdução de novas atividades em seus espaços físicos. O produto final dos trabalhos consistiu no “Plano Estratégico para Uso e Ocupação do Convento Franciscano de Serinhaém”, no qual são apontadas atividades que podem ser abrigadas nos espaços conventuais, de modo a promover uma maior integração do convento à comunidade local, para garantir a sustentabilidade econômica voltada para a conservação do patrimônio, favorecendo, ao mesmo tempo, a realização da missão evangelizadora da ordem franciscana. Participaram do projeto: Silvio Zancheti (coordenador do projeto); Fernando Diniz; Mônica Harchambois; Larissa Menezes e Luciana Nepomuceno.

Pátio de São Pedro dos Clérigos (2006 - 2007)

CECI realizou contrato com a UNESCO, através do Programa MONUMENTA - BID, para a execução do projeto de Divulgação Turística do Pátio de São Pedro dos Clérigos.

A proposta do CECI foi a de elevar a atratividade turística do Pátio de São Pedro dos Clérigos e ajudar na sua conservação, a partir da produção e divulgação de informação sobre suas características e valores e sobre as atividades econômico-culturais nele desenvolvidas.

Os materiais informativos e de divulgação produzidos pelo CECI consistiram num folder/guia e num site, nos quais estarão disponíveis as interpretações históricas e morfológicas do bem; o mapa de usos do pátio, além de informações práticas sobre os horários de visitação e os meios de transporte que conduzem ao local.

Webpage: http://www.patiodesaopedro.ceci-br.org/saopedro/

Plano Diretor de Floriano (PI) (2006 - 2007)

O Plano Diretor de Floriano teve por objetivo o desenvolvimento urbanístico e legal da política urbana da cidade, definindo os instrumentos legais, os projetos prioritários e as estratégias de implantação, considerando os preceitos institucionais estabelecidos no Estatuto da Cidade (Lei 1.257/01). O plano foi elaborado pelo CECI segundo a metodologia de planejamento participativo e seus objetivos específicos foram os seguintes:

• Elaborar uma divisão territorial, a partir da qual serão identificadas as áreas prioritárias para aplicação do Estatuto da Cidade;
• Avaliar e escolher os institutos jurídicos do Estatuto da Cidade adequados à realidade do município de Floriano de modo a efetivar a política urbana, considerando as diferentes configurações tipo-morfológica e político-social, e especificando o modo de aplicação;
• Elaborar estratégias e projetos especiais, pautados no macro-zoneamento, relativo aos novos preceitos da política urbana nacional;
• Identificar áreas de projetos especiais, especificando diretrizes de desenvolvimento econômico e de uso e ocupação do solo e ações que atendam às necessidades das redes infra-estruturais, considerando o contexto local e regional;
• Indicar uma estratégia de gestão para implementar o Plano Diretor, os projetos, e as legislações específicas, considerando especialmente o Plano Plurianual e outras iniciativas governamentais e privadas incidentes no município;
• Assessorar tecnicamente a equipe da Prefeitura de Floriano na organização, apresentação e discussão das análises e propostas, no âmbito interno à Prefeitura, e externo, com os atores representantes da comunidade local.

Notícia sobre o Plano: http://www.floriano.pi.gov.br/noticias/noticias.php?subaction=showfull&id=1166208040&archive=&start_from=&ucat=1&

Plano Diretor de Conservação do Conjunto Franciscano de Olinda (2006)

O objetivo do projeto é desenvolver um plano diretor de recuperação e manutenção dos valores patrimoniais do Conjunto Franciscano de Olinda, constituído pela Igreja de Nossa Senhora das Neves, Convento de São Francisco, Ordem Terceira juntamente com o horto e a bica de São Francisco, visando a sustentabilidade do conjunto no longo prazo.

Os objetivos específicos são:

Identificar os riscos (perigos e vulnerabilidades) e propor ações de prevenção e proteção do bem patrimonial e a segurança humana, bem como indicar as ações emergenciais de curto prazo;
Pesquisar a viabilidade de novos usos do Conjunto e de sua gleba, e determinar, caso necessário, plano de massa para o caso de novas construções;
Identificar, descrever e orçar os projetos necessários para a realização da recuperação do Conjunto Franciscano;
Delinear o escopo de um plano de gestão e manejo da conservação patrimonial do Conjunto Franciscano;
Treinar especialistas em identificação, levantamento e interpretação do patrimônio arquitetônico.

Webpage: http://www.ceci-br.org/planoDiretor.do

Plano de Conservação da Basílica da Penha e Dossiê de Tombamento (2006)

O Plano de Conservação da Basílica da Penha consiste na estruturação das ações de Conservação Integrada, reunindo um conjunto de orientações técnicas direcionadas às intervenções físicas em nível de manutenção, conservação e restauro da edificação. O plano trata da identificação dos atributos tangíveis e intangíveis significativos da edificação a serem preservados, sinalizando as patologias e danos mais evidentes, os principais atores responsáveis pela sua conservação e meios de sustentabilidade atuais. Tem por objetivo oferecer subsídios às práticas protetivas da Basílica, de forma a instruir um pedido de tombamento em níveis estadual e federal, favorecendo a tomada de decisões na busca de parcerias no processo da conservação integrada.

Elaborado sob os auspícios da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, contou com a colaboração dos frades capuchinhos da Província de Nossa Senhora da Penha e da coordenadora local, Sra. Telma Liege. Destaca-se o suporte fornecido por instituições voltadas à preservação do patrimônio como o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural – IPHAN/5ª SR, o Arquivo Público Estadual e o Departamento de Preservação do Patrimônio Cultural, da URB/Recife .

Projeto de restauração da Igreja de São João dos Militares, Olinda (2005 - 2006)

A restauração da Igreja de São João dos Militares de Olinda, situada no Sítio Histórico de Olinda, esta concebida numa proposta arrojada de articulação do CECI com os governos estadual e municipal, a The Maria Nobrega Foundation, a Arquidiocese de Olinda e Recife, a Irmandade de São João dos Militares e a Jubilee Action Foundation na perspectiva dos princípios mais contemporâneos de conservação integrada do patrimônio arquitetônico que recomendam: a busca da sustentabilidade; a integração interdisciplinar e interinstitucional, a participação da comunidade e a educação patrimonial.

A proposta completa pretende realizar a elaboração do projeto e a execução da obra de restauração da Igreja para a implantação de uma escola de excelência em língua inglesa e informática para crianças em situação de risco, moradoras dos bairros pobres área histórica da cidade. O projeto será desenvolvido a partir da aplicação de cursos de capacitação para estudantes e profissionais de Arquitetura, Engenharia e Edificações desde a elaboração do levantamento arquitetônico e do mapa de danos, passando pelas propostas de intervenção e concluindo com a prática em canteiro de obra.

Ver documentos técncios no website: Igreja São João dos Militares

Istmo Recife, Olinda (2005 - 2006)

O projeto do Istmo Recife/Olinda: História, Identidade e Memória, tem como tema central o istmo que unia, até o início do século XX, as duas cidades irmãs: uma pequena lingüeta de areia que ia do Forte do Brum, Recife, até a praia dos Milagres, Olinda. Esse projeto pretende divulgar a importância do istmo, re-habitando a memória coletiva e a identidade de Recife e Olinda, a partir da criação de um site com a história, iconografia, maquete eletrônica (mostrando as modificações sofridas pelo lugar ao longo dos séculos), relatos de moradores mais antigos da Praia do Maruim, de forma a levar conhecimento, com linguagem acessível, para turistas, jovens estudantes e interessados na história pernambucana em geral.

O CECI pretende assim contribuir para a promoção do turismo cultural em Pernambuco e dar o primeiro passo para a inclusão do istmo no polígono de tombamento da UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Website do projeto: http://www.ceci-br.org/istmo/

Identificação dos bens patrimoniais dos municípios de Água Branca, Olho D´água do Casado e Demiro Gouveis, Alagoas (2005 - 2006)

O projeto teve por objetivos: 1) identificar os elementos patrimoniais (naturais e construídos) segundo valores artísticos, históricos, científicos e sociais nos referidos municípios; 2) indicar os instrumentos para a proteção dos elementos patrimoniais visando um futuro plano de gestão e 3)Elaborar uma proposta de tombamento para a Usina de Angiquinho, a primeira usina hidro-elétrica do Nordeste (1913)

A região do São Francisco é uma das regiões do Brasil que se destacam pela beleza natural e paisagem exemplar. Nela também se encontram ocupações urbanas estabelecidas desde o século XVIII, contendo elementos patrimoniais de valor que precisam ser protegidos face ao rápido processo de desenvolvimento que, em geral, vem ocorrendo na região. A proteção desses bens garantirá a identidade do lugar e dos seus habitantes, além de funcionar como instrumento educativo para divulgação desse potencial turístico. Informando aos moradores e aos visitantes se assegura uma base sustentável para essa região privilegiada pela presença de rios, riachos, serras e reserva florestal além de edificações urbanas e rurais de grande interesse patrimonial.

O trabalho foi realizado para o instituto Xingó.

Reintegração dos vestígios arqueológicos do Baluarte da Porta da Terra (2005 - 2006)

O CECI celebrou convênio de cooperação técnico e financeira e de intercâmbio técnico-científico com a Empresa de Urbanização do Recife – URB/Recife para o desenvolvimento de ações de reintegração dos vestígios arqueológicos do Baluarte da Porta da Terra.

Os principais objetivos do convênio foram: a) Consolidação dos trechos do baluarte; b) Elaboração do Manual da Manutenção e Conservação do Baluarte da Porta da Terra e c) – Realização de um Curso Básico de Conservação de Cantaria.

Notícias sobre o projeto:
Baluarte Porta da Terra

Baluarte Porta da Terra Recife/PE

Banco de Dados Revitaliza BD ( 2002 - 2004)

Sílvio Mendes Zancheti, Jordelan Gabriel e Marina Cabral

Banco de dados sobre instituições responsáveis pela gestão de projetos de conservação e regeneração urbana em várias cidades do mundo. O banco de daos contém 34 variáveis que descrevem: a organização institucional e administrativa das instituições; sa suas áreas urbans de intervenção e seus programas, planos e projetos.
Esse trabalho é realizado em cooperação com o Banco Inter-Americano de Desenvolvimento, o programa Sirchal (Ministério da Cultura da França) e o World Heritage Centre da UNESCO.

Webpage do trabalho: http://revitaliza.hospedagemdesite.com/

 

Plano Diretor da Cidade de Olinda (2003 - 2004)

Virgínia Pontual, Silvio Mendes Zancheti, Tomas Lapa e Jordelan Gabriel

Trabalho para a elaboração de um novo plano diretor que substituiu o plano de 1997. O plano compreendeu o ordenamento territorial da cidade, o macro zoneamento, as propostas de expansão dos sistema viário e a aplicação de instrumentos urbanísticos oriundos do Estatuto da Cidade. É um plano baseado na abordagem da conservação integrada que procura consolidar e qualificar a urbanização consolidada do município.

Website e documentos do Plano Diretor de Olinda: http://www.olinda.pe.gov.br/portal/plano_diretor.php

Estudo para o Tombamento da Cidade de Piranhas (2001 -2002)

Sílvio Mendes Zancheti, Virgínia Pontual, Ana Rita Sá Carneiro, Ricardo Furtado e Álvaro Moreira

A presente proposta tem como objetivo expor os critérios e os procedimentos necessários para a elaboração de um documento sobre a cidade de Piranhas, situada às margens do Rio São Francisco, a ser encaminhado ao Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), visando ao seu tombamento enquanto Cidade Patrimônio Nacional. É inquestionável a relevância do tombamento, uma vez que o mesmo significará importantes desdobramentos em termos de conservação da cidade.

Este trabalho foi apoiado pelo Departamento de Meio Ambiente da Companhia Hidro-Elétrica do São Francisco (DMA/CHESF)

Webpage do trabalho: http://www.ceci-br.org/piranhasWeb1/index.html

Método de análise e proposição para projetos de conservação urbana (1999 - 2000)

Sílvio Mendes Zancheti, Norma Lacerda - Camila Medeiros e Marina Cabral (Bolsistas de iniciação científica)

Essa pesquisa objetiva elaborar um método de análise de estruturas urbanas consolidadas, de interesse patrimonial e ambiental, para a realização de projetos de conservação /requalificação (manutenção, revitalização e reabilitação). Busca-se um método que permita uma análise rápida da estrutura urbana; uma identificação dos elementos de permanência (ou continuidade) da estrutura urbana com vista a projetos de conservação; uma identificação dos elementos de transformação da estrutura urbana com vista a projetos de revitalização e reabilitação; a identificação dos processos urbanos que reforcem a permanência face à mudança das estruturas ambientais, e a formulação de diretrizes básicas para projetos de conservação, reabilitação e revitalização da estrutura urbana.

A pesquisa recebeu o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).


Aterros, Mangues e Alagados na Cidade do Recife

Virgínia Pontual e Cinthya de Sá R. Morais (Bolsista de Iniciação Científica)

Objetiva resgatar e interpretar textos, mapas e gravuras produzidas por memorialistas, historiadores e literatos acerca da fisionomia da cidade e das obras de aterros, e, com isso, reconstituir a história da cidade, especialmente, a urbanização empreendida pelos holandeses mediante as obras de aterros, relacionando as explicações e as justificativas técnicas dadas com a atual teoria do desenvolvimento sustentável

Principais resultados obtidos na primeira etapa: Os holandeses no Recife: as origens dos aterros.

A pesquisa tem levantado e registrado informações existentes e dispersas em acervos, arquivos e bibliotecas sobre os aterros realizados no cidade do Recife no período holandês os quais modificaram a sua configuração natural primitiva. Dessa maneira, reconstitui parte da história da cidade, revelando a importância dos engenheiros militares na tarefa colonizadora, até então muito pouco destacada. Os engenheiros militares conheciam técnicas que possibilitavam não só a realização das obras de aterros, como também as fortificações militares dos núcleos e das vilas da capitania de Pernambuco. Essa associação entre cidades-fortificações tem sido explorada nas pesquisas ora em realização nas universidades de Portugal. Na presente pesquisa, a esse binômio acrescem-se os aterros como uma singularidade da ocupação, povoamento e colonização da cidade. Nesse sentido, tem sido importante como primeiras indicações as obras escritas dos historiadores José Antônio Gonçalves de Melo e José Luís da Mota Menezes, assim como as fontes bibliográficas, arquivísticas e iconográficas dos memorialistas, cartógrafos, desenhistas, gravadores e pintores do século XVII.


Os espaços livres na paisagem das regiões do Recife

Ana Rita Sá Carneiro

Resumo: Dando continuidade à Pesquisa Espaços Livres do Recife, que resultou na publicação de um livro com o mesmo nome, essa fase atual objetiva caracterizar a paisagem cultural das seis regiões político-administrativas do Recife mediante a análise e avaliação dos espaços livres, levando em conta aspectos socioculturais, tais como morfologia similar, edifícios históricos, áreas de proteção, sítios e jardins históricos - com ênfase nas praças de Burle Marx - , densidade construtiva e elementos articuladores, com vista ao debate que se realizará por ocasião do VI Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura e Urbanismo a ter lugar no Recife, em setembro de 2002, cujo tema é "A construção da paisagem brasileira enfocando a memória, a permanência e a projeção".

Plano de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Recife (1999/2000)
Sílvio Zancheti, Norma Lacerda e Fernando Diniz

Entre 1997/98, o CECI desenvolveu para a Superintendência para o Desenvolvimento da Região Metropolitana do Recife (FIDEM), a proposta final do seu novo Plano de Desenvolvimento Metropolitano.
Esse plano constituí uma iniciativa pioneira no Brasil e na América Latina, pois é um plano de desenvolvimento regional que engloba 13 municípios com mais 3,5 milhões de habitantes, e está baseado em princípios da conservação integrada.
O trabalho foi de responsabilidade dos pesquisadores Norma Lacerda, Sílvio Mendes Zancheti e Fernando Diniz.

Gestão e Capacitação Técnica nas Cidades Patrimônio da América Latina (1998/1999)

Vera Milet e Virgínia Pontual

Em 1998, o CECI realizou uma pesquisa para avaliar o processo de gestão das Cidades Patrimônio Mundial da América Latina e das necessidades de formação de técnicos para o desenvolvimento do processo de gestão. Foram analisadas 18 cidades em 9 países da América Latina.
O trabalho foi apoiado pela Organização das Cidades Patrimônio da Humanidade (OVPM, Québec) e pelo ICCROM.


Inventário dos Bens Imóveis do Sítio Histórico de Olinda (1998/1999)

Vera Milet e Virgínia Pontual

Essa pesquisa objetiva a realização do Inventário dos Bens Imóveis do Sítio Histórico de Olinda, com vista a alimentar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) com informações atualizadas sobre: 1)O processo de formação e organização territorial do Sítio Histórico de Olinda, fontes documentais disponíveis e instituições de pesquisa existentes; 2) Base de dados que possibilite o estudo das tipologias arquitetônicas e informações sobre morfologia urbana e tipos arquitetônicos; 3) Alimentar, a partir de dados atualizados, a discussão sobre legislação de proteção, legislação urbanística e critérios de intervenção. A pesquisa utiliza metodologia definida pelo Inventário Nacional de Bens Imóveis do Departamento de Identificação e Documentação do IPHAN.

Sistemas de Avaliação de Impactos para a reutilização de Estruturas Ambientais de Interesse Histórico, Cultural e Natural em Programas de Desenvolvimento Urbano Sustentável (1997 - 1999)

Silvio Zancheti, Norma Lacerda, Geraldo Marinho, Germana Zaicaner e Paulo Abílio Fontes

O CECI está realizando uma pesquisa de longo prazo que objetiva criar um sistema de avaliação de impacto de projetos de desenvolvimento urbano em áreas urbanas de interesse histórico, artístico e natural. Esse sistema deverá ser um instrumento de auxílio ao gestores municipais urbanos para avaliarem, de modo “ex ante”, propostas de intervenção de larga escala em sítios históricos. O sistema está sendo desenvolvido com base no estudo das Cidades Patrimônio Mundial de Olinda e de São Luís, no Brasil. A pesquisa tem permitido importantes avanços teóricos e metodológicos que estão sendo empregados no programa ITUC/BR.
A pesquisa recebeu apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia (FACEPE) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Desempenho do Plano de Revitalização do Bairro do Recife (1997 - 1998)
Sílvio Zancheti e Norma Lacerda

Essa pesquisa realizou uma avaliação do desempenho econômico do Plano de Revitalização do Bairro do Recife. O trabalho foi encomendado pelo Banco Inteamericano de Desenvolvimento (BID), para servir de instrumento de avaliação do Programa Brasileiro de Revitalização de Centros Históricos (Programa MONUMENTA), que está sendo financiado pelo Banco.
Os resultados da pesquisa foram amplamente divulgados em seminários nacionais e internacionais e publicados em livro.

 

Você está aqui: Home Cooperação Trabalhos